14 de mar de 2013

Poiésis


Que hoje o moderado seja parco
e atinja cada flecha o próprio arco,
Que hoje o falador seja loquaz
mas faça o silêncio que ninguém faz;

Que hoje o fim seja fenecimento
dando ao ponto do verso um elemento,
e ainda hoje o simples seja frugal
mesmo que no sentido literal;

Que hoje a troca passe a ser permuta
e de penas na mão, vamos à luta!
e que criança passe a ser petiz
versando alegre em seu próprio nariz;

Que hoje o esperto seja ardiloso
tornando-se das palavras fiel esposo,
e que avermelhado seja rubicundo
arrebatando em poesia o mundo.

Afinal, com que mais hoje há de rimar o dia,
Senão com a doce e indelicada poesia?


Thuan Carvalho,
em homenagem ao Dia da Poesia.

10 comentários:

  1. De uma delicadeza e brilhantismo ímpares! Obrigado por dividir com o mundo essa preciosidade!!!

    ResponderExcluir
  2. De uma delicadeza única!
    Vou ficando.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Dia rima com alegria e com Poesia.


    Um beijo

    ResponderExcluir
  4. Muito bom o que por aqui encontrei!!!

    Abraço,
    Priscila Cáliga

    ResponderExcluir
  5. Oi Thuan,
    é sempre bom achar quem aprecie os nossos escritos, mesmo que não seja merecido... Obrigada pelo comentário :)

    Também vim dizer que leio teu blog, viu?

    Abraço.

    ResponderExcluir
  6. Que bonito e simples :D adorei. abraço

    ResponderExcluir
  7. Bello leerte siempre, mil gracias por pasar a comentar en mi sitio, te dejo un fuerte abrazo.
    Buen fin de semana!

    ResponderExcluir
  8. Que delícia de metalinguagem! Só sendo poesia pra abarcar tanta poesia, entende? Lindo, lindo demais. Me lembrou uma música incrível do Oswaldo Montenegro que diz "Hoje eu quero a rua cheia de sorrisos francos, de rostos serenos, de palavras soltas. Quero a rua toda parecendo louca com gente gritando e se abraçando ao sol". Bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  9. El hoy es un momento de lucha, aprendamos a vivir el presente plenamente! Bello poema!!
    saludos

    ResponderExcluir
  10. Quando rima e prosa se conjugam bem, vale a pena ler e nem todos conseguem rimar com poesia bela.

    Um abraço

    ResponderExcluir